Solicita Empréstimo Consignado

Empréstimo consignado com FGTS! Como Funciona?

Recentemente, a Caixa Econômica Federal divulgou as regras para a utilização do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) como garantia para obter a liberação de empréstimo consignado, com faturas com descontos feitos de maneira direta da folha de pagamento do trabalhador.

De acordo com a Agencia Brasil, o novo sistema de crédito contará com quatro anos de tempo para o pagamento e com taxas de até 3,5% por mês. Desta maneira, o FGTS repassa a segurança à respectiva instituição bancária de que a quantia emprestada ao cidadão, ou ao menos uma parcela dela, poderá ser devolvida de maneira imediata.

Vale destacar que essa devolução imediata acontece quando o cidadão vier a perder o seu posto de trabalho sem uma justa causa.

Conforme a Caixa Econômica Federal, as quantias liberadas pelas agencias vão depender de quanto os trabalhadores possuem em depósitos nas suas contas vinculados ao FGTS.

Pelas novas regras, o brasileiro tem a possibilidade de conceder como garantia até 10% do saldo total da conta do fundo e na integra a multa de 40% quando a demissão sem uma justa causa.

Por isso, essas quantias podem ser tomadas pelo banco na instante em que o cidadão tem o seu vinculo de emprego encerrado com a empresa em que atuava profissional quando realizou o empréstimo consignado.

Sendo assim, o uso do Fundo de Garantia para recebimento do crédito consignado consta em uma lei aprovada no mês de julho de 2016. No entanto, o começo do trabalho com o FGTS como garantia ainda necessitava da regulamentação elaborada pela Caixa.

Entenda o uso do FGTS para empréstimo com as contas inativas

É importante destacar que os saques das contas inativas do Fundo de Garantia já começaram e podem ajudar milhões de familiares brasileiras a organizar as suas finanças neste momento de instabilidade financeira.

De acordo com informações da Caixa Econômica Federal, aproximadamente 7,8 milhões de trabalhadores nascidos nos meses de março, abril e maio poderão retirar cerca de 11 bilhões das contas inativas, sendo os primeiros brasileiros a ter essa possibilidade de saque.

Os saques devem ser realizados até o dia 31 de julho de 2017 e somente o cidadão que solicitou o seu desligamento do trabalho ou que foi demitido por justa causa até o último dia de 2015 tem o direito de retirar todo o saldo vinculado a sua conta inativa do FGTS.

Conheça a lei que permite o uso do FGTS para empréstimo consignado

A Lei 13.313, que possibilita o trabalhador brasileiro do segmento corporativo de utilizar o FGTS como garantia para conseguir o empréstimo consignado, foi publicada no dia Diário Oficial da União no dia 15 de julho de 2016.

A lei passou por aprovação do Senado através da Medida Provisória 719, transformando-se na Lei 13.313, que pode ser adotada por qualquer brasileiro que necessite de um empréstimo consignado para fins variados.

De acordo com informações da Agencia Brasil, o índice de juro padrão ao crédito consignado gira em torno de 25% a 30% por ano na área pública e também para os aposentados.

Enquanto que no segmento privado, em função da rotatividade elevada, a taxa se aproxima dos 40%. O objetivo da lei ao oportunizar essa nova modalidade de garantia é estimular a redução da cobrança de juros praticada ao trabalhador.

Especialistas recomendam uso do FGTS com cautela

A adoção do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço como facilidade para conseguir um empréstimo pode ser bastante interessante, mas deve ser feita com planejamento e muita cautela.

Segundo recomendação da Associação dos Executivos de Finanças, é muito condizente optar pelo empréstimo consignado para fugir de condições elevadas em outra modalidade de empréstimo.

Mas, se você não tem nenhuma divida contraída e se deseja somente consumir e/ou comprar algum bem, é indicado pensar bem, já que essa reserva pode fazer falta, sobretudo em caso de demissão.

A dica dos especialistas é considerar todas as condições de pagamento do pagamento, avaliar a sua situação financeira atual e pesar todas as exigências a curto, médio e longo prazo antes mesmo de fechar o negócio.

Afinal, é essencial agir com muito bom senso, especialmente, em um momento de dificuldade financeira em todo território nacional e com desemprego afetando mais de 12 milhões de brasileiros, segundo o IBGE.

ARTIGO
Data
Sobre
Empréstimo consignado com FGTS
Avaliação
51star1star1star1star1star

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *